Mais novidades do Ha'Eretz

Bom, mais uma vez, o assunto do dia foi a tentativa de ativistas Turcos de enviarem "ajuda humanitária" à Israel.

Pois bem, hoje me deparei com a incrível notícia de que havia, inclusive, um brasileiro lá. E atribuíram, em algum lugar, que por "esta razão", comprovava que a missão deles era de paz.
É engraçado falar de paz quando a Palestina nem sequer reconhece o estado de Israel.

Também ganhei mais informações, o porto que a flotilha deveria ter se dirigido fica em Ashdod. Fiquei sabendo que outros 5 barcos da flotilha nada sofreram, pois não houve resistência por parte dos tripulantes turcos e a única embarcação que ofereceu resistência, como podem ver no vídeo abaixo, teve a iniciativa turca.




Neste vídeo também é possível ver, de outro ângulo, a entrada dos comandos Israelenses em uma das embarcações turcas.




Os comandos são atacados antes mesmo de colocarem os pés no barco com bastões de metal e com cadeiras. Um dos soldados é arremessado ao mar.
Este barco de ativistas realmente precisava fazer isto?
Será que estes ativistas não queriam provocar um incidente apenas para inflamar a situação de Israel?

Vejamos alguns fatos...

A Turquia é de maioria mulçumana (segundo a wikipedia, 99%);
A maioria das pessoas que vivem em Gaza são de origem Palestina;
Palestinos, em sua maioria, são mulçumanos;
O governo legal de Gaza já foi derrubado e está no poder a facção terrorista conhecida como Hamas;
A pobreza em Gaza não se deve ao fato de ajuda de outros países (inclusive de Israel) não chegarem - mas sim pelos líderes deles - ajudas humanitárias (legítimas) são saqueadas por integrantes do Hamas e vendidas para a população por altos preços e absolutamente todos os recursos que eles tem serve para fazer bombas e disparar contra Israel. Há pessoas que com certeza (assim como na favela, no Brasil) adorariam poder viver em paz, mas por causa desta facção terrorista, não é possível;
As fronteiras de Gaza estão fechadas desde 2007 - a moeda que circula lá, no entanto, não é o dólar, não é euro, não é real, muito menos estalecas. A moeda oficial de lá é o Shekel - e Gaza recebe ajuda de outros países, contanto que tudo que os países enviam para lá seja passado por uma inspeção geral;
Todos os países cuidam de suas fronteiras. Vejamos o caso do Brasil, ninguém deixa entrar um avião saindo da Colômbia de boa. Ou nos EUA um furgão saído do México e adentrando na Califórnia, muito menos um navio saído de Cuba.

Bem, isto é só um desabafo pessoal a respeito das notícias que circulam por ae. Não vou me espantar se logo começarem a aparecer notícias como: "Israel é o maior contribuinte mundial para o Aquecimento Global" ou "Queda na bolsa de New York pode ter ligações com Judeus de Israel"...

Um forte abraço, iom tov!

1 comentários:

Darly Vieira 2 de junho de 2010 07:26  

Parece que havia uma cineasta brasileira que estava como cidadã norte-americana. Esperamos todos que com a investigação do acontecimento sejam acalmados os ânimos e a violência não aumente com represálias.
Beijos prá ti, meu filho.

Postar um comentário

Obrigado pela colaboração!

Sobre este Blog

Este blog é redigido por Avatar, trata sobre tecnologia, notícias e novidades.